Dicionário: Blattläuse

A mocinha desta foto está sendo cultivada desde seu estágio bulbo. Eu vi seu primeiro brotinho naquele vaso cheio de terra,acompanhei seu crescimento firme e forte, vi seu primeiro botão aparecer. Essa aí na foto é a primeira Dália que brotou da plantinha, que agora já tem mais de um metro de altura.

A Dália é tapfer. Um dia, assim de repente, me dei conta de que ela era amada por outros seres miudinhos que tomaram seu caule, botões e folhas. O negócio é que esses seres malditos seres exigem dela sua rica seiva em troca de habitar o seu corpinho. No Brasil os malditos se chamam pulgões. Aqui se chamam Blattläuse  (se diz “blattlóise”, no plural).

Os malditos Blattläuse não se davam por vencidos. Queriam ficar. Além da Dália, eles ainda se instalaram numa planta cujo nome desconheço, e na outra Dália amarela, menor, que vive na nossa varanda. Tentei os meios amenos de combate recomendados por algumas fontes selecionadas pelo oráculo da internet, sob o termo de busca “Blattläuse bekämpfen”  (combatendo pulgões), como borrifar leite, ou chá preto, mas parece que isso apenas faz cosquinha.

Parti para a agressão usando detergente diluído em água seguindo recomendação da vizinha. No dia seguinte, uma das flores (já eram umas três a essa altura) estava parcialmente seca. Suponho que o detergente não reage bem com o sol que bate ali de manhã. Ou eu exagerei na dosagem. Ou as duas coisas.

Li que é bom jogar cinzas de cigarro nas folhas e na terra, mas eu não sou fumante e não estava disposta a queimar cigarro por causa disso.

Também li que as joaninhas são predatores naturais dos malditos Blattläuse, e tive uma manhã feliz quando vi uma coisa que até fotografei:

Viram ali, no botão? Uma pena que era só uma joaninha solitária que logo deixou a nossa Dália só.

Um belo dia a Fernanda recomendou uma receita: calda de fumo de corda. Ela me passou um link com receitas variadas. Mas, morando na Alemanha, tinha aquela coisa de achar os ingredientes. Diz aí como se diz fumo de rolo em alemão, diz! Mas ok, há similares, eu sou inteligente, tabaco é tabacco por aqui e eu adaptei a receita, misturando coisa daqui e coisa d’acolá.

A receita funcionou, os malditos Blattläuse sumiram e até hoje eu borrifo o preparado uma vez por semana, só por precaução. A receita também combateu as malditas miniaranhas, uma praga que começou a ameaçar meu alecrim. São aranhas pequeninhas que fazem suas teias na planta, geralmente escondidas na base e pouco visíveis, e acabam matando a mesma. Você só de dá conta quando as folhas ficam pálidas. O alecrim eu salvei, mas a lavanda está em coma por causa delas, e eu tardei a ver, de tão bem que elas se esconderam.

Mas então, vamos a receitinha adaptada:

  • Um pacote de tabaco
  • Álcool

Fiz cerca de dois litros de chá de tabaco e misturei um pouquinho de álcool. Mais ou menos o equivalente a uma tampa de amaciante. Deixei descansar por uns três dias, coei e guardei em ambiente longe da luz.

Para borrifar, eu misturo uma parte desta solução para dez partes de água. Muito difícil de fazer.

Pronto. Dálias felizes. A grandona não para de dar flores, a pequena amarela ainda está meio tímida. Só a planta anônima que, infelizmente, não resistiu.

Caso isso aconteça na sua casa, o ideal é começar o tratamento cedo. Eu custei a reparar nos malditos e eles se proliferam bem rápido.

Se você nem sabe como eles se parecem, faça uma busca na parte de imagens do oráculo da internet. Ele tem muitas fotos! Eu me recuso a dar Ibope visual para esses malditos aqui no blog.

Anúncios

Um pensamento sobre “Dicionário: Blattläuse

  1. vou repassar a receita pro enrico pq ele ja briga faz tempo contra os pulgoes na nossa varanda! e nós nao queriamos usar quimica nenhuma e tentamos tb com todos os metodos eco e bio possíveis, mas até agora nada. Os bichinhos sempre voltam. Bjs!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s