O assunto preferido dos expatriados…

… sem dúvida são as comparações culturais. No caso dos brasileiros que moram na Alemanha, a inevitável comparação entre brasileiros e alemães, a quebra – ou não – de tabus e a constatação de que nem tudo é como contam, nem tudo é como parece ser e para todos os preconceitos existem exceções.

Não vou me alongar nas questões mais comuns (alemães são reclamões, diretos e leais), há gente suficiente fazendo seus relatos por aí na rede. Mas observo uma coisa sutil desde que cheguei aqui e que muito me agrada: alemães conversam olhando nos olhos. Mas é lá dentro dos olhos mesmo!

Talvez a maioria dos brasileiros não atente muito para este fato ou faça esta constatação, mas eu me lembro de ter momentos de nervoso profundo ao conversar com conterrâneos que olhavam para todos os lados do recinto enquanto conversavam comigo, menos para os meus olhos. Não sei se, inconscientemente, escondem algo, ou escondem a si mesmos, ou estão inseguros, ou se é questão cultural. Freud explica.

Claro que existem casos e casos. Mães, por exemplo, conversam comigo e mantem seus pupilos em seu campo de visão. Ou alguma coisa pode chamar a sua atenção, ou você pode olhar para cima enquanto faz uma busca na memória por alguma informação, ou fazer uma anotação enquanto conversa. Mas, fundamentalmente, olha-se nos olhos durante uma conversa.

Alemães olham nos olhos. Isso é regra. Foram muito raras as vezes em que vivenciei o contrário, a ponto de ter incorporado isso na rotina de uma forma a não pensar mais nisso.

Curiosamente, isso parece combinar com outras características tidas como tipicamente alemãs. Uma delas é o jeito direto de responder, falar, manifestar-se. Postura essa muitas vezes confundida com grosseria. Ok, às vezes são grosserias mesmo, mas não mais do que as grosserias que existem no Brasil.

Nós é que estamos acostumados a mil floreios, voltas, desculpas e explicações ao invés de respostas diretas. Alguém em algum momento ensinou que responder de forma direta é falta de educação. Sem entrar no mérito de uma coisa ser melhor ou pior do que a outra, faz sentido que uma cultura que precise de floreios também fuja de olhares diretos e se incomode com respostas diretas.

As respostas diretas assustam, os olhares diretos desconcertam. Ou não? Será que alemanizei?

Anúncios

5 pensamentos sobre “O assunto preferido dos expatriados…

  1. Só pq eu já discuti muito esses assuntos essa semana, pergunto: se é assim que todo alemão olha nos olhos, me explica pq o entrevistador de hoje não parava de olhar pra minha boca? Já estava quase mandando ele falar comigo olhando um pouquinho mais pra cima. Isso porque a blusa estava abotoada até em cima, viu? Aí, sobrou a boca a la Angelina pra ele. kkkkkkk
    No fds conto as novis. 😉
    Bjs!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s